::  Home  ::  História do licor
Quinta-feira, 28 de agosto de 2014 

História do licor

O termo vem do latim liquifacere, liquefazer, dissolver. Isto se refere às misturas que se empregam na fabricação da bebida.

A fabricação de licores é uma arte que vem sendo desenvolvida através dos tempos.

Alguns licores são conhecidos desde os tempos antigos, quando cada convento, com seus frades e monges (grandes conhecedores de ervas e destilaria), tinha sua fórmula secreta.

A descrição mais comum de licor é a de uma bebida doce, de alto teor alcoólico. Servido em pequenas taças, além de muito saboroso, o licor tem propriedades digestivas, estimulantes e reconstituintes.

No Brasil, a fabricação de licores artesanais constitui uma atividade desenvolvida por um grande número de famílias, desde a época das velhas fazendas.

O hábito de servir licor foi conservado no Brasil, por influência européia. Com a variedade de frutas neste país, surgem novas receitas como os licores de pitanga, tamarindo, jenipapo, etc.

Também no Brasil surgem novas maneiras de uso para os licores, que antes eram servidos após as refeições, agora passam a fazer parte de drinques e coquetéis, além de entrarem em diversos temperos de pratos doces e salgados.

Teatro Amazonas Copo com licor Pôr-do-sol no Amazonas
© 2014 Licor do Primo, Manaus - AM, Fone: (55) (92) 3223-6251/8811-5199.